Saiba como funciona a Jornada de Compra para vender de forma estratégica
O que é jornada de compra? Resumidamente são os passos que uma pessoa leva para realizar a compra de um produto ou serviço que você oferece, e para que sua venda seja eficiente e contínua dentro do marketing digital você precisa entender como ela funciona. Na maioria das vezes as pessoas nem se dão conta que antes de comprar algo elas realizam esses passos, essa já é uma função automática devido a grande facilidade de informação que existe hoje, principalmente através dos recursos digitais. Foi através de um grande estudo realizado pelo Google, o chamado ZMOT, também conhecido como o momento zero da verdade, que houve um novo entendimento da jornada de compra dos consumidores, e isso foi o que fez as empresas se adaptarem a realidade de uma nova estratégia para o marketing digital.  Se você é um empreendedor, trabalha com vendas ou é um profissional de marketing, recomendamos que se aprofunde sobre o ZMOT, faça o download em português do e-book oficial CONQUISTANDO O MOMENTO ZERO DA VERDADE – ZMOT, temos certeza que isso irá lhe trazer novos conhecimentos e estratégias.    CONHEÇA AS 4 ETAPAS DA JORNADA DE COMPRA Dentro da metodologia do Inbound Marketing (ENTENDA O QUE É INBOUND MARKETING E SUAS DIFERENÇAS COM O MARKETING TRADICIONAL), e dos recursos do marketing digital, entender exatamente como funciona a Jornada de Compra do seu cliente é fundamental para você poder entregar a informação correta no momento ideal, pois assim, poderá conduzir o lead do início até o final do processo do Funil de Vendas (CONHEÇA AS ETAPAS DO INBOUND MARKETING UTILIZANDO O FUNIL DE VENDAS E SAIBA COMO APLICAR NA PRÁTICA).   ETAPA 1 – APRENDIZADO E DESCOBERTA (CHAMAR A ATENÇÃO) Nesta primeira etapa o cliente em potencial provavelmente ainda não conhece a sua marca ou se conhece, ainda não sabe de todas as soluções oferecidas, ele simplesmente está navegando na internet e encontra algum conteúdo que chama a atenção e faz com que desperte o interesse dele, e é esse “chamar a atenção” que inicia todo um processo de primeiro contato ou maior conhecimento com sua marca. O foco neste momento não é falar de sua marca ou de seu produto e sim de conteúdos relacionados a eles, é o momento de fazer com que o cliente em potencial se identifique com alguma situação e descubra alguma necessidade que estará relacionada com sua marca ou produto. Esta é a etapa onde deve haver um maior investimento de divulgação pulverizada para que seja alcançado o maior número possível de clientes em potenciais, quanto maior for seu alcance maior será a chance de conseguir leads qualificados. Exemplos de conteúdo (Contendo informações genéricas, apenas para chamar a atenção):  - “Porque (conteúdo genérico ligado a sua área) é importante para sua empresa”; - “Conheça os 8 métodos para conseguir (conteúdo genérico ligado a sua área)”; - “Aprenda a reduzir os gastos de sua empresa com (conteúdo genérico ligado a sua área)”; Exemplo de como um lead (cliente em potencial) se comporta:  - Foi abordado por alguma campanha ou post em redes sociais e clicou para saber mais sobre um determinado conteúdo. - Navegou pelo seu site ou blog e conheceu mais materiais sobre o assunto. - Cadastrou os dados pessoais em algum formulário querendo saber mais sobre o assunto de interesse. Objetivo: Despertar o conhecimento e interesse do lead (cliente em potencial) pelo conteúdo divulgado, iniciando assim uma relação com sua marca e demonstrando autoridade sobre o assunto.    ETAPA 2 – RECONHECIMENTO DO PROBLEMA (DESPERTAR O INTERESSE) Nesta segunda etapa o cliente em potencial já descobriu um determinado assunto que quer se aprofundar e inicia uma busca mais detalhada, pois já reconheceu que possui algum problema que precisa ser corrigido ou identificou alguma oportunidade que pode ser explorada, é nesta etapa onde são utilizados os mecanismos de buscas para obter mais informações. Como o cliente em potencial está em busca de mais informações sobre o assunto da etapa anterior, ele estará procurando várias alternativas de ideias e de empresas que existem no mercado para solucionar sua necessidade, tenha certeza que ele não pensará apenas em sua marca ou produto, por isso, é preciso passar credibilidade e demonstrar autoridade no assunto. Esta é a etapa onde deve haver um maior investimento em estratégia para identificar as alternativas e as possíveis palavras chaves que serão utilizadas para saber mais sobre o assunto em mecanismos de buscas.   Exemplos de conteúdo (Contendo informações sobre um determinado problema ou oportunidade):  - “Saiba como resolver (conteúdo específico de sua área) na sua equipe de vendas”; - “Como fazer uma excelente gestão de (conteúdo específico de sua área) e evitar falhas”; - “Utilize o checklist com as 10 etapas do (conteúdo específico de sua área) para suas vendas aumentarem”; Exemplo de como um lead (cliente em potencial) se comporta:  - Começou a receber conteúdos via email com informações cada vez mais detalhadas sobre seu interesse. - Começou a receber anúncios patrocinados com CTA (chamadas para ação com frases de impacto) sobre assuntos específicos de seu interesse que o levam para landing pages ou e-books. Objetivo: Auxiliar o lead (cliente em potencial) a identificar uma oportunidade de melhorar ou até mesmo fazer com que ele reconheça algum problema.   ETAPA 3 – CONSIDERAÇÃO DA SOLUÇÃO (DESPERTAR O DESEJO) Nesta terceira etapa o cliente em potencial já encontrou várias ideias e empresas que possam solucionar sua necessidade e iniciará um processo de decisão sobre qual solução será contratada, ele avaliará as alternativas dentro de cada lógica de custo/benefício. Ofereça o máximo de informações possíveis sobre a sua marca ou produto e quais são os motivos pelos quais ele deve ser escolhido, mostrando o quanto a sua solução é capaz de resolver a necessidade dele com eficiência acima das demais empresas que foram identificadas nas buscas. Esta é a etapa onde deve haver uma estratégia para criar materiais que causem um senso de urgência, caso contrário, o cliente em potencial vai identificar que existe uma solução para a necessidade dele, mas não vai se interessar em adquirir. Exemplos de conteúdo (Contendo informações específicas sobre soluções):  - “Conheça os benefícios que a empresa X teve ao utilizar (conteúdo de sua área)”; - “Caso de sucesso: A empresa X dobrou de faturamento utilizando (conteúdo de sua área)”; - “Entenda os diferenciais da solução (conteúdo de sua área) com a relação (conteúdo de sua área)”; Exemplo de como um lead (cliente em potencial) se comporta:  - Começou a receber emails ou landing pages com estudos de caso, planilhas de auxílio em suas atividades diárias, e-books, entre outras informações que o fazem considerar o produto ou serviço como a melhor solução. - Começou a receber emails específicos e anúncios patrocinados com CTA (chamadas para ação com frases de impacto) sobre a compra do produto ou serviço. Objetivo: Entregar ao lead (cliente em potencial) informações que o façam avaliar as alternativas, construir um relacionamento maior com sua marca e gerar urgência de consumo.   ETAPA 4 – AVALIAÇÃO E COMPRA (CHAMAR PARA AÇÃO) Nesta quarta e última etapa se o cliente em potencial sentiu confiança em sua marca e se percebeu que você tem autoridade no assunto, parabéns, é o momento em que você deve oferecer a ele as melhores condições para que a compra possa ser realizada. Caso o cliente em potencial já tenha demonstrado interesse em comprar de sua empresa, mas ainda esteja com alguma dúvida, forneça a ele materiais complementares diretamente relacionado ao seu produto ou serviço, tire toda e qualquer dúvida, podendo inclusive realizar alguma demonstração. Esta é a etapa onde deve haver a abordagem da equipe de vendas, a qual precisa estar alinhada com todas as etapas em que o cliente em potencial passou, procurando sempre falar a mesma linguagem de forma que seu cliente tenha tranquilidade em relação a escolha que fez, caso necessário, ofereça vantagens adicionais e benefícios para a efetivação da compra imediata. Exemplos de conteúdo (Contendo informações sobre o produto ou serviço oferecido):  - “Utilize esta planilha de (conteúdo de sua área) para a gestão de sua empresa”; - “Conheça os 5 benefícios que apenas (sua empresa) pode lhe oferecer para (conteúdo de sua área)”; - “Assista a uma demonstração de como funciona (conteúdo de sua área)”; Exemplo de como um lead (cliente em potencial) se comporta:  - Se interessou pela solução da empresa e solicitou informações mais detalhadas. - Realizou a compra do produto ou serviço através de uma venda realizada pelo setor de vendas da empresa ou por páginas de e-commerce. Objetivo: Relacionar com o lead (cliente em potencial) para esclarecer qualquer eventual dúvida e realizar a venda.   CONCLUINDO Se você pensa em utilizar a metodologia do Inbound Marketing para atrair clientes em potencial e gerar vendas, não pense apenas na última etapa da Jornada de Compra, deve ser feito um trabalho estratégico de relacionamento desde a primeira etapa. Entender de forma adequada o conceito da Jornada de Compra  e utilizar de estratégias e recursos disponíveis no marketing digital, faz com que o cliente em potencial identifique uma necessidade e vá aos poucos, sem ser intrusivo, entendendo que sua empresa é a melhor solução. Mas lembre-se que antes de iniciar a criação dos conteúdos para cada etapa da Jornada de Compra, procure responder as seguintes perguntas:   - Qual ou quais personas pretendo atingir em cada etapa? - Qual ou quais são os desafios que essas personas estão enfrentando em cada etapa? - Qual ou quais são as soluções para essas personas em cada etapa? - Quais são os recursos para agregar valor do meu produto ou serviço em cada etapa? Se ainda tiver dificuldades em entender o seu cenário e quer estruturar as estratégias de marketing de maneira correta, ENTRE EM CONTATO COM A AGÊNCIA TÂNGELO, além de todos os serviços de Marketing Tradicional, também somos uma Agência de Marketing Digital, realizando consultorias para auxiliar sua empresa a estar presente em diversos meios de comunicação e se relacionar de forma estratégica com os clientes. A Agência Tângelo tem como objetivo planejar e desenvolver soluções para internet, design gráfico e criações 3D, para inovar a identidade visual dos clientes com criatividade, tecnologia, qualidade e profissionalismo. 
Conheça as etapas do Inbound Marketing utilizando o Funil de Vendas e saiba como aplicar na prática
A primeira informação é que Inbound Marketing é uma metodologia que envolve vários recursos e estratégias de Marketing Digital de forma integrada com foco em resultado, é um processo que não pode ser executado isoladamente apenas com anúncios no FaceAds ou no Google Adwords, e sim, em conjunto com todas as ferramentas digitais. Caso você ainda não saiba exatamente o que é Inbound Marketing, preparamos um conteúdo completo sobre o assunto, acesse esse conteúdo pelo link a seguir: ENTENDA O QUE É INBOUND MARKETING E SUAS DIFERENÇAS COM O MARKETING TRADICIONAL. A metodologia do Inbound Marketing pode ser representada por um funil, chamado também de Funil de Vendas, o qual possui o Topo do Funil (com informações básicas e de aprendizado com o objetivo de transformar o usuário em um lead), o Meio do Funil (com informações mais detalhadas com o objetivo de buscar o relacionamento com o usuário, fazendo com que ele reconheça a necessidade e considere seu produto ou serviço como uma solução) e o Fundo do Funil (com informações que levem o lead a realizar a compra), a qual possui as seguintes etapas:   1ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – PLANEJAR  - Objetivo: Planejar todas as etapas do Inbound Marketing, essa etapa é fundamental e não deve ser ignorada, pois para o bom resultado da campanha tudo precisa estar muito bem definido, planejado e elaborado antes de iniciar a próxima etapa. - Estratégias: Definir objetivos, realizar análise de mercado, definir o público alvo e persona, identificar os canais de comunicação que serão utilizados, definir os conteúdos de marketing, planejar investimentos e alinhar detalhes com a equipe de vendas. - Resultado: Ter informações e conteúdos para colocar em prática nas próximas etapas do Funil de Vendas. - Observação: Um dos maiores erros do Inbound Marketing é pular essa etapa inicial e não planejar, é preciso definir muito bem qual o objetivo quer alcançar e quais estratégias utilizar, isso evitará que os resultados sejam negativos, que haja perda de dinheiro e que ocorra uma ideia negativa sobre essa metodologia, muitas vezes isso acontece porque o cliente deseja um resultado rápido, e a aplicação do Inbound Marketing não foi criada para resultados de curto prazo, e sim de médio e longo prazo.    2ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – ATRAIR    - Objetivo: Captar o maior número de visitantes possíveis através de pessoas acessando os conteúdos digitais como sites, blogs e redes sociais.  - Estratégias: Sites/blogs elaborados dentro de padrões de programação atualizados e otimizados para dispositivos móveis, conteúdos em redes sociais, anúncios patrocinados em Face Ads e Google Adwords, SEO, remarketing, entre outros.  - Resultados: Atrair visitantes para seu conteúdo digital. - Observação: Essa etapa envolve ter um conteúdo de qualidade, que seja bem elaborado, revisado e de relevância para o usuário, pois isso será a base para atrair possíveis clientes interessados no seu produto ou serviço.   3ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – CONVERTER     - Objetivo: Converter os visitantes de seu conteúdo digital em leads, que são os usuários dispostos a fornecer seus dados de contato e informações pessoais, informando que tem interesse no conteúdo apresentado. - Estratégias: Formulários de contato e/ou captação de informações, call to action, landing pages, entre outros.  - Resultados: Captar leads para sua base de dados com informações específicas. - Observação: Essa etapa envolve mostrar aos usuários que seu produto ou serviço poderá ser uma solução para alguma necessidade que ele tenha, e com isso ele fornecerá as informações relevantes para melhorar sua base de personas e poder direcionar os conteúdos específicos para a próxima etapa.   4ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – RELACIONAR  - Objetivo: Criar um relacionamento entre o lead e a empresa, fornecendo informações úteis que o ajudem na tomada de decisão e fazendo com que sua marca crie um relacionamento e se torne referência no assunto. - Estratégias: Automação de marketing para nutrir o lead com envio de e-mails personalizados, artigos, e-books, infográficos, entre outros. - Resultados: Melhorar as oportunidades de uma abordagem assertiva pela equipe de vendas da empresa. - Observação: Vale ressaltar que nem todos os clientes estão em seus momentos ideais de compra, para isso, essa etapa serve para entregar conteúdos cada vez mais relevantes e aprofundados, essa etapa deve ser compreendida como um instrumento educativo, ajudando o lead a entender melhor sua necessidade e fornecendo informações sobre tal solução.   5ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – VENDER  - Objetivo: Depois de todo o relacionamento eficaz é o momento de realizar a venda de forma facilitada, podendo inclusive agregar valor ao seu produto ou serviço.   - Estratégias: Campanhas específicas de promoção, desconto, integração com o CRM da empresa, ações da equipe de vendas. - Resultados: Vendas realizadas / Serviços prestados. - Observação: É importante que a equipe de vendas esteja alinhada com todas as etapas em que o lead passou pelo funil, pois assim, poderá ter um diálogo utilizando a mesma linguagem abordada até o momento, o que facilitará a comunicação.   6ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – ANALISAR  - Objetivo:  Acompanhar cada etapa já realizada para poder mensurar os resultados e determinar quais estratégias retornam mais engajamento e quais estratégias precisam ser revisadas.   - Estratégias:  Acompanhamento de relatórios do Google Analytics, Ferramenta de Análise do Facebook e relatório de vendas. - Resultados:  Métricas de desempenho positivos e negativos de todas as etapas. - Observação:  Essa etapa é fundamental para verificar cada estratégia já realizada, o constante monitoramento fará com que tenha informações gerenciais do que não está retornando tanto engajamento e poder realizar as correções e adaptações necessárias para extrair o melhor retorno.   7ª ETAPA DO INBOUND MARKETING – FIDELIZAR  - Objetivo:  É transformar os clientes em seguidores de sua marca, gerando defensores de seus produtos ou serviços e que naturalmente irão realizar indicações positivas.   - Estratégias:  Realizar pesquisa de satisfação, enviar conteúdos relevantes para cada persona dentro de períodos estratégicos, criar programa de fidelização com vantagens para clientes, entre outros. - Resultados:  Atuais clientes realizando novas compras e indicações. - Observação:  Estudos comprovam que adquirir um novo cliente necessita de mais investimento financeiro do que manter um cliente já existente, veja mais detalhes no Guia Empreendedor.    CONCLUSÃO Precisamos deixar bem claro para que não haja confusão que, Inbound Marketing é uma metodologia estratégica que utiliza várias ações de Marketing Digital de forma integrada dentro de um Funil de Vendas, as quais precisam passar por todas as etapas aqui apresentadas e não ações de Marketing Digital isoladas. Utilizar os recursos de Marketing Digital que compõem o Inbound Marketing de forma isolada ou não seguir as etapas acima informadas é outra metodologia, a qual iremos explicar em outra matéria com vários detalhes interessantes. Portanto, perceba que investir em todas as etapas dessa metodologia estratégica de forma integrada é um ótimo recurso para médias e grandes empresas, que possuem tempo e investimento necessário para aguardar o retorno sobre o investimento, que é de médio a longo prazo. Para complementar o Funil de Vendas é aconselhável que você entenda quais são os passos que uma pessoa leva para realizar a compra de um produto ou serviço que você oferece, e para que sua venda seja eficiente e contínua dentro do Inbound Marketing, conheça mais sobre a JORNADA DE COMPRA (SAIBA COMO FUNCIONA A JORNADA DE COMPRA PARA VENDER DE FORMA ESTRATÉGICA). Se ainda tiver dificuldades em entender o seu cenário e quer estruturar as estratégias de marketing de maneira correta, ENTRE EM CONTATO COM A AGÊNCIA TÂNGELO, além de todos os serviços de Marketing Tradicional, também somos uma Agência de Marketing Digital, realizando consultorias para auxiliar sua empresa a estar presente em diversos meios de comunicação e se relacionar de forma estratégica com os clientes. A Agência Tângelo tem como objetivo planejar e desenvolver soluções para internet, design gráfico e criações 3D, para inovar a identidade visual dos clientes com criatividade, tecnologia, qualidade e profissionalismo. 
Aumente suas vendas combinando estratégias de marketing tradicional com marketing digital
Você já parou para pensar o porque as empresas continuam investindo no Marketing Tradicional (TV, Rádio, Outdoor, Panfleto, Folder, Materiais de Apoio, entre outros) se a estratégia do Marketing Digital (Anúncio em Redes Sociais, Buscadores de Conteúdo, entre outros) é a maneira mais amigável e muitas vezes mais barata para abordar os clientes? A resposta é simples, o marketing tradicional utilizado de forma criativa funciona. Então aumente seus resultados complementando o marketing tradicional com o marketing digital e faça uma estratégia combinada.   MINHA EMPRESA É NOVA NO MERCADO, INICIALMENTE QUAL É A MELHOR METODOLOGIA DE MARKETING? Se o seu objetivo imediato é vender para gerar fluxo financeiro, procure traçar estratégias interessantes de abordagem combinada que contribuam com seu objetivo principal, não deposite inicialmente todo o seu investimento alterando totalmente a dinâmica tradicional de se fazer marketing de forma brusca sem antes conhecer a fundo quais são todos os desafios e sem entender exatamente como a metodologia do marketing digital funciona. Para o caso de empresas que são novas e que muitas vezes ainda não possuem influência no mercado, não há consultas nos mecanismos de busca e nem relacionamento nas mídias sociais, esse envolvimento ainda precisa ser criado e não será da noite para o dia. Neste caso é preciso adotar algumas táticas tradicionais de marketing em conjunto de algumas ferramentas do marketing digital e entender onde o público alvo se encontra, quais mídias utilizam e como compram, tanto online como offline, assim, pode-se montar uma estratégia combinada de táticas tradicionais e digitais com baixo custo inicial de investimento e rápido resultado.   COM A UTILIZAÇÃO CADA VEZ MAIS FREQUENTE DE CONTEÚDO ONLINE, SERÁ QUE O FIM DO MARKETING TRADICIONAL ESTÁ PRÓXIMO? Existem hoje no mercado, muitos profissionais que evangelizam o fim do marketing tradicional, enfatizando que a forma de se comunicar através dos meios de comunicação atuais está com os dias contados.  De certa forma, estes evangelistas que pregam este conceito não estão totalmente errados, pois a comunicação deve ser e está caminhando para uma ação menos intrusiva, mais envolvente e melhor preparada para construir um diálogo com o público, oferecendo um conteúdo adequado dentro de cada Jornada de Compra do cliente. Segundo os dados informados pelo CGI (Comitê Gestor da Internet no Brasil) cerca de 80% dos consumidores preferem buscar informações na internet (sites, blogs, depoimentos, redes sociais, entre outros) sobre um determinado serviço ou produto antes de realizar a compra, mas ainda existem os consumidores que procuram nas ações tradicionais de marketing o caminho para realizar a compra. Existem vários fatores que determinam qual é a melhor metodologia a ser aplicada, como tempo de atividade da empresa, fluxo de caixa disponível, porte da empresa, região e cultura demográfica, enfim, vale lembrar que no Brasil ainda existem áreas que não são tão desenvolvidas tecnologicamente quanto outras, e isso também deve ser levando em conta.   QUAL É A METODOLOGIA COM MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO? Se falarmos em marketing digital com ações específicas como por exemplo, promoções em FaceAds ou anúncios em Google Adwords, podemos sim afirmar que o custo benefício do marketing digital é extremamente menor com relação a diversos meios de comunicação do marketing tradicional, porém, afirmar que todas as técnicas em conjunto, passando por todas as etapas do FUNIL DE VENDAS (CONHEÇA AS ETAPAS DO INBOUND MARKETING UTILIZANDO O FUNIL DE VENDAS E SAIBA COMO APLICAR NA PRÁTICA) da metodologia do INBOUND MARKETING (ENTENDA O QUE É INBOUND MARKETING E SUAS DIFERENÇAS COM O MARKETING TRADICIONAL) e aplicadas de forma correta e estratégica é a forma mais barata de se comunicar com o cliente é algo contraditório, pois precisará de grande fluxo financeiro para manter e aplicar todas as ações, pois como já vimos, existem diversos recursos e etapas que devem trabalhar em conjunto para que o retorno financeiro através das etapas do funil, que é de médio a longo prazo, sejam eficazes. Vimos muitas empresas de grande porte ou que já estão consolidadas no mercado terem melhores retornos financeiros ao utilizarem todas as etapas do Inbound Marketing, porém, essas empresas já possuem um fluxo de caixa consolidado, pois já realizaram e em algumas situações continuam realizando as ações em marketing tradicional, que garantem em curto prazo um retorno financeiro, e quando falamos em retorno financeiro, falamos em vendas.  O retorno sobre o investimento, também conhecido como ROI, de ações de marketing digital são maiores que as do marketing tradicional, pois elas são direcionadas para um público extremamente segmentado dentro de todos os perfis de personas e dentro de cada etapa do funil de venda, sendo destinadas para os clientes que possuem maior probabilidade de adquirir um produto ou serviço, porém, é algo que leva tempo e paciência, já que seus resultados não são imediatos. Todas essas informações não representam que a metodologia do marketing digital em sua totalidade é melhor do que o marketing tradicional, mas, sem sombra de dúvidas seus recursos possuem grande vantagem e apontam que o público de hoje responde melhor a uma estratégia menos invasiva, focada na produção de conteúdo relevante e adaptada as essas novas tendências de consumo online. Estamos em uma fase de transição dessa metodologia de marketing, devemos pensar também que os consumidores não utilizam apenas ferramentas e meios de comunicação online, precisamos analisar a jornada de compra de clientes que culturalmente sempre utilizaram o marketing tradicional e uma transição tão brusca não pode ocorrer de forma instantânea, migrar em sua totalidade deve ser um processo de médio a longo prazo, com estratégias bem definidas, é preciso perceber que atualmente as duas metodologias de marketing se complementam, devem estar alinhadas com a mesma identidade visual de forma padronizada, com gatilhos mentais e chamadas de ação para que alcancem um resultado ampliado quando trabalhadas em conjunto.   CONCLUINDO A lição que temos aqui é que as duas metodologias de fazer marketing possuem suas vantagens e desvantagens, sabemos o quanto uma estratégia bem estruturada de marketing digital pode ser eficaz, mas algumas realidades não são compatíveis a ela, é essencial saber como complementar as ações para conseguir os melhores resultados no menor tempo possível. Antes de iniciar um trabalho de marketing, conheça o arquétipo de sua marca, saiba quem é o persona ideal para seu ramo de atividade, tenha seu objetivo claro (É ter um rápido retorno financeiro com foco direto e exclusivo em vendas? É sempre ser lembrado e consolidar a marca no mercado? Qual é o seu caso?), compreenda que um retorno de qualidade se constrói criando relacionamento com seu cliente de forma agregada, trazendo benefícios para ambas as partes. Se ainda tiver dificuldades em entender o seu cenário e quer estruturar as estratégias de marketing de maneira correta, ENTRE EM CONTATO COM A AGÊNCIA TÂNGELO, além de todos os serviços de Marketing Tradicional, também somos uma Agência de Marketing Digital, realizando consultorias para auxiliar sua empresa a estar presente em diversos meios de comunicação e se relacionar de forma estratégica com os clientes. A Agência Tângelo tem como objetivo planejar e desenvolver soluções para internet, design gráfico e criações 3D, para inovar a identidade visual dos clientes com criatividade, tecnologia, qualidade e profissionalismo. 
Entenda o que é Inbound Marketing e suas diferenças com o Marketing Tradicional
O que é Inbound Marketing? O Inbound Marketing também pode ser chamado de “novo marketing”, é uma metodologia estratégica de pensar e fazer negócios de forma adaptada aos novos comportamentos de compra em virtude da internet, através dos diversos recursos do marketing digital (Personas Digitais, SEO, Sites/Blogs, Marketing de Conteúdo, E-mail Marketing, Redes Sociais, Adwords, Facebook Ads e Analytics) pensando sempre em manter um relacionamento progressivo com o futuro cliente, fazendo com que ele se interesse por sua marca, passando por várias etapas até realizar a compra de seu produto ou serviço. Atualmente com a utilização cada vez mais freqüente da internet através de aparelhos celulares, computadores e diversos outros dispositivos conectados, com o uso de redes sociais, buscadores de conteúdo ou até mesmo acesso direto aos sites de empresas, é comum que o consumidor já saiba TUDO sobre um produto ou serviço antes mesmo de conversar com um vendedor (em alguns casos até sabe mais que o vendedor).  Dentro dessa nova estrutura comportamental, as pessoas já estão decidindo o que e quando querem comprar algo, dentro de um padrão de qualidade e confiança, através do relacionamento pela internet com a marca, produto ou serviço da empresa.   CONHEÇA UMA DEFINIÇÃO TEÓRICA DO INBOUND MARKETING COM RELAÇÃO AO MARKETING TRADICIONAL, TAMBÉM CONHECIDO COMO OUTBOUND MARKETING Inbound Marketing ou Novo Marketing: É qualquer tática de marketing que se baseia em “ganhar o interesse” das pessoas, através de uma metodologia que cria valor para a sua marca, produto ou serviço, exibindo conteúdos específicos e direcionados para cada persona de forma segmentada, fazendo com que haja relacionamento e criando valor agregado. Outbound Marketing ou Marketing Tradicional: É qualquer tática de marketing que “empurra” produtos e serviços para os consumidores, exibindo e divulgando o produto/serviço o tempo todo e para qualquer público, muitas vezes sem segmentação e sem que haja o interesse por parte do cliente em adquirir o que é ofertado.   NÃO PODEMOS INICIAR NOSSA EXPLICAÇÃO MAIS DETALHADA SOBRE INBOUND MARKETING SEM ANTES VOCÊ ANALISAR O OUTBOUND MARKETING. VAMOS APRESENTAR ALGUMAS SITUAÇÕES PARA QUE VOCÊ POSSA REFLETIR - Você já viu publicidades em panfletos que foram deixados nas caixas de correios, ou entre as cercas das residências, ou colocado no meio de encartes como jornais ou revistas, mostrando produtos ou serviços que você nem estava pensando ou precisando consumir? Em grande maioria dos casos qual o destino desses materiais? Você os guardou em local de destaque ou jogou no lixo? E pensando no lado do empresário, que investiu dinheiro para criar a arte, imprimir e distribuir o material, será que esse material foi entregue da forma correta para as pessoas corretas?   - Quantas vezes você já recebeu algum tipo de ligação de telemarketing de forma invasiva para falar de algum produto bem no momento em que você estava atendendo um cliente, ou aproveitando os poucos momentos do dia para descansar, ou estando ocupado em qualquer outra atividade?   - Você já chegou para trabalhar, ligou seu computador, abriu seu e-mail e se deparou com dezenas de e-mails em sua caixa de entrada, e-mails esses sem relevância para suas necessidades e que em alguns casos lhe fizeram pensar que era algum tipo de vírus e que se misturam com emails importantes? E ainda, no momento de pressa você acabou excluindo algum e-mail importante que estava no meio de tantos spams? - No seu momento de lazer ou em alguma oportunidade em que você estava esperando para ser atendido em algum estabelecimento, você já começou a folhar alguma revista ou jornal e simplesmente foi pulando as páginas que não tinham conteúdos de seu interesse e passou várias e várias publicidades sem mesmo dar importância? - Você já assistiu a seu programa favorito na TV e no momento do intervalo pegou o controle na mão para ver o que estava passando em outros canais para não ficar olhando os comerciais? Ou então, foi justamente no momento do intervalo, que é o momento em que os comerciais são veiculados, que você aproveitou para realizar alguma atividade rápida antes de seu programa retornar? Com base nessas situações, você empresário, pode pensar: Sempre tive meus produtos ou serviços divulgados na mídia tradicional, tais como em rádio, TV, outdoor, jornais, revistas, banners, entre outros, e sempre funcionou, porque eu deixaria de manter um investimento que sempre me trouxe retorno financeiro? O que foi que mudou nos tempos atuais para eu migrar para o marketing digital?  É simples, primeiro que dependendo do ramo de atividade e vários outros fatores que precisam ser analisados, você não pode abandonar os investimentos em marketing tradicional de uma hora para outra, porém, os hábitos dos consumidores estão se adaptando e evoluindo, a história já nos diz que quem não acompanhou as evoluções ao longo do tempo foi deixado para trás.  Antigamente as pessoas recebiam um volume de informações no dia a dia extremamente menor do que nos tempos atuais, e isso inclui também a publicidade, é uma enorme quantia de informação falando sobre coisas desnecessárias ou que não precisamos, naturalmente, nosso cérebro acaba ignorando a grande maioria dessas informações. Faça uma lista e tente enumerar exatamente todas as marcas de empresas ou produtos que você viu no dia anterior, desde o momento em que acordou até o momento de ir dormir, é bem provável que você não irá recordar de mais da metade dessas informações.   EVOLUA, ENTENDA A JORNADA DE COMPRA DOS CLIENTES E PENSE DE FORMA A SEGUIR AS TENDÊNCIAS QUE O MERCADO ESTÁ SENDO CONDUZIDO PELOS COMPORTAMENTOS DE CONSUMO Assim como vários setores evoluem, o marketing também pode ser melhorado, concorda? A metodologia do Inbound Marketing tem como objetivo ajudar as pessoas levando a informação necessária no momento certo, ao invés de interrompê-las com informações desnecessárias em momentos desfavoráveis.  Isso funciona, pois sua empresa deixa de interromper as pessoas com publicidades que elas não precisam e que em alguns casos se tornam negativas pela insistência. E esta é a evolução metodológica do Inbound Marketing, é levar um entendimento aprimorado da JORNADA DE COMPRA (SAIBA COMO FUNCIONA A JORNADA DE COMPRA PARA VENDER DE FORMA ESTRATÉGICA) do consumidor através do aprendizado, fazendo com que o consumidor descubra que precisa de algo, em seguida que ele reconheça que tem uma necessidade, depois que ele comece a considerar sua empresa como uma solução a necessidade dele, e por fim, que avalie e realize a compra de seu produto ou serviço através da qualidade e da confiança que sua marca demonstrou.   AGORA QUE VOCÊ JÁ TEM UMA NOÇÃO DO QUE MUDOU DO TRADICIONAL PARA O NOVO MARKETING, VEJA QUAIS SÃO AS ETAPAS DO INBOUND MARKETING Existem várias etapas que devem ser seguidas no Inbound Marketing de forma integrada e estratégica, onde em cada uma delas existe um objetivo e uma metodologia dentro de um funil de vendas composto por Topo do Funil, Meio do Funil e Fundo do Funil. As etapas estratégicas do Inbound Marketing são: - 1º Planejar; - 2º Atrair; - 3º Converter; - 4º Relacionar; - 5º Vender; - 6º Analisar; - 7º Fidelizar; Preparamos um conteúdo completo sobre as etapas do Inbound Marketing utilizando o funil de vendas, acesse esse conteúdo pelo link a seguir: CONHEÇA AS ETAPAS DO INBOUND MARKETING UTILIZANDO O FUNIL DE VENDAS E SAIBA COMO APLICAR NA PRÁTICA.   DIFERENÇAS ENTRE O TRADICIONAL E O NOVO MARKETING PARA QUE VOCÊ POSSA TER UMA NOÇÃO PRÁTICA DE SUAS APLICAÇÕES Características do Inbound Marketing: - Alta geração de valor para sua marca através de relacionamento rápido; - Geração de conteúdo relevante e contínuo que atrai o cliente certo com maior probabilidade de compra, tendo o cliente como foco principal; - O potencial cliente vai até a empresa por meio de buscas na internet ou redes sociais, pois já conhece seus atributos e já se relaciona com ela; - Os clientes são atraídos por ferramentas de buscas, referências em depoimentos, redes sociais, blogs, vídeos online, marketing viral, entre outros recursos online. - “Alimentado” pela criatividade e estratégia segmentada de diversos níveis. - Avaliação em tempo real dos resultados da campanha, podendo acompanhar acessos, cliques, taxas de conversão e engajamento social na mesma hora.  Características do Outbound Marketing: - Baixa geração de valor para sua marca, pois não existe relacionamento rápido; - Sem geração de conteúdo contínuo, focando em campanhas específicas apenas para algum determinado produto ou serviço; - A empresa vai até o cliente, abordando pessoas que não necessariamente estão interessadas em seu produto ou serviço; - Prospecção de cliente através de outdoors, panfletos, spots, anúncios em mídias impressas, TV, entre outros recursos publicitários tradicionais - “Alimentado” pelo orçamento e repetição com pouca ou em alguns casos sem segmentação. - Avaliação em longo prazo, geralmente apenas após a conclusão da campanha, dependendo de pesquisas longas e nem sempre oferecendo precisão.   CONCLUSÃO O Inbound Marketing é uma metodologia estratégica composta por várias ações online que têm como objetivo atrair tráfego para seu site, blog ou conteúdo online em outras redes e trabalhar este tráfego de forma a se converter em leads e consequentemente em clientes que irão comprar seu produto ou serviço. Conhecer em detalhes o que é Inbound Marketing e saber utilizar seus recursos de forma estratégica e integrada é fundamental para qualquer empreendedor que deseja evoluir a forma de realizar marketing e se adaptar a essa nova era mercadológica. Diante desses inúmeros benefícios oferecidos pelo Inbound Marketing, investir em todas as etapas dessa metodologia estratégica é um ótimo recurso para médias e grandes empresas, para pequenas empresas é recomendável utilizar inicialmente apenas alguns recursos do marketing digital ou até mesmo adaptar o funil de vendas para a sua necessidade.  Esperamos que o conteúdo deste post tenha sido útil para você saber mais sobre o assunto e poder, de forma estratégica, aplicar tais conceitos em sua empresa. Agora que você já conhece o que é Inbound Marketing e tem uma noção de suas diferenças com relação ao Outbound Marketing, quem você acha que vence essa batalha? Veja nossa matéria complementar sobre ações de marketing digital e o marketing tradicional, acesse esse conteúdo pelo link a seguir:  AUMENTE SUAS VENDAS COMBINANDO ESTRATÉGIAS DE MARKETING TRADICIONAL COM MARKETING DIGITAL. Se ainda tiver dificuldades em entender o seu cenário e quer estruturar as estratégias de marketing de maneira correta, ENTRE EM CONTATO COM A AGÊNCIA TÂNGELO, além de todos os serviços de Marketing Tradicional, também somos uma Agência de Marketing Digital, realizando consultorias para auxiliar sua empresa a estar presente em diversos meios de comunicação e se relacionar de forma estratégica com os clientes. A Agência Tângelo tem como objetivo planejar e desenvolver soluções para internet, design gráfico e criações 3D, para inovar a identidade visual dos clientes com criatividade, tecnologia, qualidade e profissionalismo. 
Conheça os principais termos utilizados no Marketing Digital
A internet é cheia de termos e siglas que precisam ser compreendidos para extrair o máximo de seus recursos, e o marketing digital não é exceção, pensando nisso, separamos os principais termos utilizados no marketing digital em forma de glossário para que você possa entender e se familiarizar.   Analytics É  a informação que resulta da análise de dados ou estatísticas de um site, o Google possui uma das principais ferramentas de análises do mercado, conhecido como Google Analytics. Conheça mais sobre o Google Analytics   Automação de marketing É a automatização de tarefas que facilitam as ações de marketing, geralmente relacionado ao uso de e-mail marketing.   Big Data É utilizado para transformar todas as informações e os dados coletados por uma empresa em oportunidades para otimizar e automatizar as suas campanhas de comunicação e gerar mais vendas.   Black hat Conjunto de práticas de SEO consideradas antiéticas.   CAC (Custo de Aquisição de Cliente) Métrica que permite que as empresas saibam o quanto estão gastando para conquistar cada cliente novo. Conhecendo esse número é possível criar ou adaptar orçamentos e estratégias de marketing.   Ciclo de venda Tempo necessário para uma conversão (fechamento) de venda, contando a partir do primeiro contato do prospecto com a marca ou produto.   Consistência Nada mais é do que a realização de uma ação com uma frequência regular, como por exemplo, a publicação de conteúdos no blog e redes sociais. A consistência é fundamental para criar uma base de audiência e construir relacionamento.   Conteúdo próprio Conteúdo criado pela própria marca para o seu público-alvo   Conteúdo viral Mensagem ou peça de comunicação que foi amplamente compartilhada e reproduzida na internet.   CPC (Custo por Clique) Método de cobrança de anúncios no qual o valor a ser pago depende do número de cliques realizados.   CPA (Custo por Aquisição) Método de cobrança de anúncios, porém calculado com base nas conversões realizadas (por exemplo, número de vendas).   CRO (Conversion Rate Optimization) É a otimização de taxa de conversão, um conjunto de estratégias que visa aumentar o percentual de conversões no site (como por exemplo, vendas ou leads gerados).   CRM (Customer Relationship Management) É a gestão do relacionamento com o cliente. Em geral, quando se fala em CRM, as pessoas referem-se também aos softwares que oferecem soluções completas de gestão de relacionamento. Essas plataformas trabalham desde a catalogação de informações até o atendimento pós-venda.   CTA (Call-To-Action) É uma chamada para ação, ou seja, uma ordem que incentiva o usuário a tomar uma determinada medida, como clicar em um link, baixar um material ou fazer a inscrição para um evento.   CTR (Click Through Rate) Refere-se à porcentagem da audiência que visualizou sua mensagem e clicou no link disponibilizado, sendo redirecionada ao seu site.   E-book Nada mais é do que um livro eletrônico, no marketing digital, pode ser usado como material educativo para gerar leads e construir relacionamento com potenciais clientes.   Edge Rank Algoritmo do Facebook que determina quais posts são relevantes o suficiente para aparecer no feed de notícias do usuário. Leva em consideração três fatores principais: formato do post (imagem, texto, vídeo), idade da postagem (quanto mais recente, melhor) e afinidade (se houve interações anteriores com a fanpage).   Engajamento Está relacionado as interações que os usuários têm com os conteúdos publicados, podendo ser medidos em curtidas, comentários, respostas, cliques nos links, entre outros.   Facebook Ads É a plataforma de anúncios do Facebook para quem deseja investir em anúncios pagos.   Frequência Periodicidade com que uma tarefa é executada, como a atualização de um blog ou as postagens de redes sociais.   Funil de vendas Representa os diferentes estágios em que os seus potenciais clientes se encontram no processo de venda. Enquanto alguns deles estão simplesmente começando a se relacionar com os seus conteúdos, outros já estão praticamente fechando uma compra.   Pode ser dividido em três fases: - Topo do Funil : São usados conteúdos introdutórios com o objetivo de transformar o visitante em um lead (prospecto); - Meio do Funil: Os conteúdos são um pouco mais aprofundados, buscando fortalecer o relacionamento com o usuário e gerar demanda pelo produto ou serviço; - Fundo do Funil: O prospecto está próximo da compra e, nesse caso, os conteúdos devem tirar dúvidas específicas, quebrar objeções e consequentemente gerar vendas.   Gatilho de E-mail Dispara uma mensagem a partir de uma ação tomada pelo usuário, por exemplo, você pode programar para que todas as pessoas que clicarem em um determinado link de seu site recebam um e-mail com mais informações sobre o assunto.   Geomarketing É definido como um conjunto de estratégias que utilizem informações sobre localização do consumidor para formular as suas campanhas. A ideia por trás do geomarketing é usar a conectividade e o GPS para poder entrar em contato com um consumidor que esteja no lugar certo e na hora certa.   Google Adwords Plataforma que permite criar anúncios para os resultados das pesquisas do Google (no topo ou no lado direito da página), ou ainda em uma rede de sites parceiros. Conheça mais sobre o Google Adwords   Growth Hacking Conjunto de estratégias que buscam gerar um crescimento rápido na base de clientes. Para isso, envolve diferentes setores e canais, testando diversas ações diferentes.   Inbound Marketing Considerado por muitos como o novo marketing, é uma metodologia que foca em atrair os clientes gradualmente até o objetivo da venda por meio de publicação de conteúdo relevante, ao invés de interromper os consumidores no seu dia a dia, para isso, usa estratégias de marketing digital e trabalha com as etapas de planejamento, atração, conversão, relacionamento, venda, análise e fidelização.   Inside Sales  Diferente das vendas tradicionais, é quando o vendedor faz a venda de dentro do escritório via telefone, Skype e outros meios de comunicação. Não há encontro físico na negociação.   KPIs (Key Performance Indicators) Indicadores quantitativos definidos como parte da estratégia de marketing digital de uma empresa. São utilizados para mensurar as ações e monitorar o cumprimento das metas, acompanhando o progresso com base nos números.   Landing Page Uma “página de aterrissagem” é qualquer página que atua como filtro de público e porta de entrada para os visitantes de um site ou outra página. No marketing digital, costuma ter um objetivo de conversão específico, como vendas ou geração de leads.   Lead É um potencial cliente, o termo é usado para se referir a um usuário que demonstrou interesse na sua empresa e inseriu seus dados (e-mail, nome, etc.) em um formulário de conversão. Esse processo é denominado “geração de leads“. Normalmente, o lead recebe mais conteúdos e informações através do funil de venda, podendo se transformar em cliente.   Lead qualificado É o lead que está pronto para receber uma oferta.   Lead scoring Sistema de pontuação que classifica os leads de acordo com seus comportamentos. É usado para analisar se um lead é ou não qualificado (como por exemplo, para receber uma oferta de produto).   Link Building É  a prática de colocar links para outros artigos relacionados ao tema de que se está falando, ajuda a enriquecer o seu conhecimento e ainda contribui para aumentar a autoridade do site nos mecanismos de busca.   Long tail keywords São as palavras-chave de cauda longa, que representam termos de pesquisa mais específicos. Sofrem menos concorrência tanto na busca orgânica como nos leilões de palavras-chave para quem trabalha com links patrocinados. Por exemplo: em vez “sapato feminino”, poderia ser utilizado o termo “sapato feminino de salto alto vermelho”.   Marketing de Conteúdo Faz parte da estratégia de Inbound Marketing. Tem o objetivo de atrair um determinado público-alvo por meio da produção e publicação de conteúdos relevantes nos mais diversos formatos, como textos, vídeos, Ebooks e infográficos. Trabalha as diferentes etapas do funil de vendas, gerando conteúdos específicos para cada uma delas.   Marketing digital São estratégias de ações de marketing aplicadas ao meio digital, tem como objetivo atrair clientes e gerar negócios para uma empresa ou profissional.   Métricas de vaidade É qualquer métrica que não vai te ajudar a tomar uma decisão sobre a sua estratégia de marketing digital. Como o objetivo principal das métricas é medir os resultados de uma estratégia, as métricas de vaidade são aquelas que não estão conectadas diretamente com o principal objetivo da sua campanha.   Mídia espontânea Este tipo de conteúdo não é criado pela empresa, mas sim pelos fãs ou outros usuários. Daí o nome mídia espontânea, já que a marca ganha espaço na mídia sem precisar pagar por ele. Em geral, são mensagens compartilhadas por fãs nas redes sociais, podendo ter os mais diversos formatos.   Nutrição de leads ou Fluxo de nutrição É o processo normalmente automatizado em uma sequência de e-mails, que tem o objetivo de estreitar relacionamento com o prospecto e aproximá-lo do momento da compra.   Outbound Marketing Oposto de Inbound Marketing, é o marketing tradicional, em que anunciantes usam a publicidade para “ir até os consumidores” ao invés de atraí-los até a marca. Geralmente está relacionado à interrupção, como nos comerciais de TV ou rádio.   Palavra-chave Palavra ou expressão que resume um tema ou assunto de busca na internet.   Persona Personagem que representa o cliente ou consumidor ideal para um produto ou serviço da empresa. Reúne características demográficas (nome, idade, gênero, escolaridade, etc.) e comportamentais (gostos, preferências, aspirações, frustrações, etc.).   Planejador de Palavra-Chave do Google Ferramenta gratuita fornecida pelo Google dentro do Google Adwords. Com ela, você pode conferir a quantidade de pesquisas médias mensais para os termos de pesquisa relacionados ao seu site, identificando tendências e planejando seus conteúdos. Também é possível ver quanto custa anunciar para as palavras-chave em questão, desenhando suas campanhas publicitárias.   Rede de Display do Google: Cadeia de sites, portais e blogs que têm anúncios do Google Adwords exibidos em suas páginas.   Remarketing Consiste em impactar usuários que já tiveram contato com a sua mensagem, site ou conteúdo. Isso é possível por meio da tecnologia, utilizando os cookies dos navegadores de internet. Dessa forma você pode, por exemplo, configurar uma campanha para ser exibida a todas as pessoas que visitaram a sua página de vendas na última semana.   ROI (Return on Investment) Em português, Retorno sobre Investimento. É a relação entre a receita e os gastos quando se trata de marketing.   Segmentação Definição de uma campanha ou estratégia de conteúdo por público-alvo, com definições que incluem faixa etária, gênero, profissão, hábitos de consumo, nível de renda, entre outros.   SEM (Search Engine Marketing)   É o conjunto de estratégias com a finalidade de promover um site nas buscas do Google, Bing, Yahoo!, entre outros.   SEO (Search Engine Optimization) É a prática de preparar um site para ser devidamente indexado pelo Google ou outros motores de busca. Por meio de estratégias de SEO, um site pode conquistar uma melhor posição nas pesquisas, obtendo mais tráfego vindo das buscas orgânicas.   Taxa de abertura Porcentagem de pessoas que abre um e-mail enviado pela empresa.   Taxa de cliques Porcentagem de pessoas que clica em qualquer um dos links contidos em um e-mail ou outro conteúdo (como uma publicação nas redes sociais) enviado pela empresa.   Taxa de conversão Porcentagem de usuários que completa uma determinada ação desejada pela empresa, sendo “convertidos” em clientes ou leads, por exemplo. A taxa de conversão pode ser utilizada e medida nos mais variados canais, como e-mail marketing, páginas de vendas, blog, entre outros.   Taxa de entrega Porcentagem de mensagens que são efetivamente entregues aos usuários ou potenciais clientes. Costuma ser usada quando o assunto é e-mail marketing, já que as taxas de entrega de e-mails costumam variar de acordo com a ferramenta utilizada, peso da mensagem, assunto, entre diversos outros fatores.   Teste A/B Teste feito com duas ou mais variações de uma página, publicação ou e-mail. O objetivo é avaliar qual das versões apresenta melhor desempenho tendo como base a resposta dos usuários. Por exemplo: você pode enviar dois e-mails com assuntos (títulos) diferentes e testar qual deles conquista a maior taxa de abertura.   Tráfego orgânico Visitas no site vindas de fontes pelas quais a empresa não pagou para ter seu conteúdo exibido. É o caso de acessos diretos no blog, redes sociais (sem impulsionamento ou anúncios), buscas naturais do Google, visitas vindas de compartilhamentos feitos por fãs, visitas vindas de cliques na newsletter, entre outros.   Tráfego pago Visitas no site vindas de anúncios e publicações pagas, seja nas redes sociais, banners, Google Adwords, entre outros.   Webinar Também chamado de “hangout” ou “webinário”. É uma aula, palestra, entrevista ou qualquer outro tipo conteúdo transmitido ao público em formato de seminário on-line, podendo ser exibido ao vivo ou gravado.     Se ainda tiver dúvidas em entender esses termos de marketing digital, ENTRE EM CONTATO COM A AGÊNCIA TÂNGELO, além de todos os serviços de marketing tradicional, também somos uma agência de marketing digital, ou como também é chamada, agência de Inbound Marketing, realizando consultorias para auxiliar sua empresa a estar presente em diversos meios de comunicação e se relacionar de forma estratégica com os clientes.   A Agência Tângelo tem como objetivo planejar e desenvolver soluções para internet, design gráfico e criações 3D, para inovar a identidade visual dos clientes com criatividade, tecnologia, qualidade e profissionalismo.

Páginas:   <    1     2     3     4     5     6     >

(45) 3055-4563
atendimento@agenciatangelo.com.br


Rua Carlos Barbosa, 1689
Vila Industrial - Toledo-PR
CEP: 85905-280